Festa das Vindimas

Festa das Vindimas 1965

A Marcha

O Concelho de Palmela
Terra bela,
De oiro tem um filão!…
Pois qualquer sua courela
Vai deitar na tina uvas em montão!…

Na faina, pelos vinhedos
Vem o Setembro a prometer!…
Palmela nos seus folguedos,
A cantar, põe-se a dizer:

REFRÃO

Abram alas!… Abram alas!…
Que o cortejo vai a passar!…
Vista-se a Vila de galas
P’rás vindimas festejar!…

Soltem o fogo p’dó ar
Com muita força e beleza!
Para a noite iluminar
E realçar
As muralhas da nossa fortaleza!…

A região afamada
E dotada
Da vinha que mais produz,
Foi por Deus abençoada
Desde as Pedras Negras até Algeruz!…

Que tem uvas tem dinheiro;
É o rifão que o povo diz,
Para fazer um mealheiro
P’ra levar vida feliz!…

LETRA: Lúcio Borges
MÚSICA: Sérgio Ferreira
CANTOU: Mª da Graça Adriano

A Rainha

Maria de Lurdes Oliveira Bráz D. Ramos

Damas de honor

Maria Edite Pereira Machado e Maria Paula Lima da Costa Simões

Comissão das festas

Presidentes
Rui Carvalho da Silva Cardoso

Vice – Presidentes
Mário Rodrigues de Oliveira
Manuel Joaquim Baptista Guerreiro Ataz

Secretários
Fernando Augusto Machado Coelho
João Toscado Piçarra
Joaquim Fernandes Chula

Tesoureiro
Pedro Cardoso Rodrigues

Orçamentações
Tito Rosa Monteiro
Fernando Matos Cardoso
Manuel Sequeira da Costa Paula

Tauromaquia
João Casimiro da Silva Forreta
Leonel Cardoso Marques
Virgílio Cardoso da Costa

Desportos
Nicolau Maria Pereira da Claudina

Publicidade
Amílcar de Oliveira Machado
João Luís Camolas de Oliveira e Silva
Manuel Augusto Mares

Cortejo
Salvador Fernandes
António Augusto Pereira
Idaleciano Ferreira dos Santos

Eletrificação
Valter Pereira Cardoso
Manuel Almeida Mateus
Helder Baptista Paizinho