MENU

As Adegas

Conheça algumas das Adegas parceiras da Festa das Vindimas. São elas as grandes responsáveis pela qualidade e genuinidade dos vinhos da nossa região.
Saiba mais sobre a sua história e património vitivinícola.

Adega Assis Lobo

Casa Agrícola Assis Lobo

Constituída em 2002, a vitivinicultura faz parte da história da família Assis Lobo, cujas vinhas estão localizadas na região de São o Lau, Fonte da Barreira, Poceirão e Fernando Pó, em Palmela. Uma cultura que tem sido aperfeiçoada de geração em geração, destacando-se principalmente na produção de vinhos tintos e Moscatel de Setúbal Roxo.

Adega Bacalhôa

Bacalhôa

A Bacalhôa Vinhos de Portugal, S.A., uma das maiores empresas vinícolas em Portugal, desenvolveu ao longo dos anos uma vasta gama de vinhos que lhe granjeou uma sólida reputação e a preferência de consumidores nacionais e internacionais. Presente em 7 regiões vitícolas portuguesas, com um total de 1200ha de vinhas, 40 quintas, 40 castas diferentes e 4 centros vínicos (adegas), a empresa distingue-se no mercado pela sua dimensão e pela autonomia em 70% na produção própria.

Adega Camolas

Adega Camolas

A Adega Camolas é uma empresa familiar, junto ao Parque Natural da Arrábida, com ligações profundas à vinha e ao vinho desde a década de 70.
Ao criar a marca Camolas, o fundador da adega utilizou como referência o apelido da sua família, uma das mais carismáticas da nossa região.
A produção dos vinhos resulta da colheita de uvas de várias parcelas de vinhas próprias espalhadas pelas zonas nobres dos vinhedos do concelho de Palmela, bem como da compra de uvas a pequenos viticultores da região.
Na sua segunda geração, a empresa tem-se destacado pelos prémios recebidos e pelo seu constante crescimento, tendo como objetivo continuar a desenvolver vinhos de qualidade.

Adega Ermelinda de Freitas

Casa Ermelinda de Freitas

Empresa familiar, a Casa Ermelinda Freitas aposta na qualidade das vinhas e dos vinhos desde a primeira geração, sendo os mesmos inicialmente produzidos e vendidos a granel sem marca própria. Fundada em 1920, foi apenas em 1997 que a empresa criou a sua primeira marca, a “Terras do Pó”. Dada qualidade do seu terroir, a Casa Ermelinda Freitas produz alguns dos melhores vinhos da região, sendo 60% de vinhas Castelão, 30% de variedades tintas e 10% de uvas brancas.

Adega Horácio Simões

Casa Agrícola Horácio Simões

A Casa Agrícola Horácio Simões, fundada por José Carvalho Simões, é uma casa secular no sector vitivinícola. Desde 1910 tem vindo a conquistar solidez, fiabilidade e sentido de profissionalismo na sua actividade, garantindo ao longo de três gerações um lugar de excelência no mercado.
A Adega situa-se na Quinta do Anjo, em Palmela, zona generosa em vinho de reconhecida qualidade. É aqui que se encontram as suas vinhas, que dão origem a dois regionais (tinto e branco), e três DOC (Moscatel de Setúbal, Moscatel Roxo e Tinto Palmela). A vinificação dos seus vinhos é realizada em lagares por processos meramente artesanais e tradicionais.

Adega José Maria da Fonseca

José Maria da Fonseca

Um negócio de família com quase dois séculos de história que, sem nunca repousar sobre as glórias conquistadas, tem sabido modernizar-se. A José Maria da Fonseca exerce a actividade vinícola desde 1834, fruto da paixão partilhada de uma família que tem sabido preservar e projectar a memória e o prestígio do seu fundador. Consciente da responsabilidade der ser, na actualidade o mais antigo produtor de vinho de mesa e de Moscatel de Setúbal em Portugal, a José Maria da Fonseca obedece a uma filosofia de permanente desenvolvimento, o que a leva a investir sempre mais em suportes de investigação e de produção, aliando as mais modernas técnicas ao saber tradicional.

Continuando a investir em produtos de referência a nível internacional, sempre pautados pela qualidade, a José Maria da Fonseca tem contribuído de forma decisiva para a divulgação e o prestígio dos vinhos nacionais. Dos quase 650 hectares de vinhas, e de uma adega dotada de tecnologia de última geração que rivaliza com as melhores do mundo, resultam vinhos que aliam a experiência acumulada ao longo da sua história com as mais avançadas técnicas de vinificação.

Além de todos estes recursos utilizados na produção dos seus vinhos, o que mais caracteriza o trabalho na José Maria da Fonseca é uma enorme paixão pela arte de fazer vinho. É esta paixão, geradora de emoções, que a José Maria da Fonseca partilha com o consumidor de cada vez que este prova um dos seus vinhos.

Adega Malo Wines

Malo Wines

A Malo Wines dispõe de 100ha de vinha, distribuídos por duas propriedades localizadas na Península de Setúbal – Quinta de Catralvos, em Azeitão e Monte da Charca, em Pegões. 

A Quinta de Catralvos, situada no sopé da Serra da Arrábida, produz predominantemente castas de uva branca. Localizado perto da fronteira com o Alentejo, o Monte da Charca produz exclusivamente uvas tintas.

Adega de Palmela

Adega Cooperativa de Palmela

Cooperativa estabelecida em 1955, teve as suas actividades iniciadas em 1958, reunindo actualmente a produção de 300 associados. É responsável vinificar as uvas de seus cooperadores, a maioria provenientes da planície arenosa que constitui grande parte do Concelho de Palmela. Produz as marcas Pedras Negras, Vale dos Barris, Adega de Palmela, Adega de Palmela (DO Vinho Generoso Moscatel) e Palma (aguardente vínica velha).

Adega Pegões

Cooperativa Agrícola de Pegões

A Adega de Pegões é hoje uma adega moderna e competitiva, reconhecida a nível nacional e internacional, tendo sido distinguida em 2014 como a 4ª melhor empresa de vinhos em Portugal e a 37ª no mundo pela “associação mundial de jornalistas e escritores de vinho e licores”. Possui uma área vinícola de 1117 hectares que produzem em média 11.000.000kg de uva, sendo 70% tinta e 30% branca. Nas castas tintas produzidas predomina o Castelão (Periquita) com 65% da produção. Nas brancas predominam Fernão Pires 40% e Moscatel 25%.

Adega Sivipa

Sivipa

Criada em 1964 por um grupo de vitivinicultores que desejam engarrafar os vinhos das suas produções para os colocar no mercado com maior valor agregado. Nos anos 90, a SIVIPA passou a pertencer à família Cardoso, uma das mais tradicionais produtoras de vinhos da Região, a qual passou a apostar nos vinhos certificados e de maior qualidade. Hoje em dia é uma sociedade com grande reputação na produção de vinhos e moscatéis.

Adega Venâncio da Costa e Lima

Venâncio da Costa Lima

A Venâncio da Costa Lima é uma das adegas mais antigas da região de Palmela, com início de actividade em 1914. Sendo um negócio familiar, esta adega já vai na quarta geração.
Produtora de Vinhos de Mesa, Vinhos Certificados (Regional Península de Setúbal e DO Palmela) e Moscatel de Setúbal, esta empresa mantém o objectivo de produzir vinhos actuais e modernos, mostrando sempre o perfil e as características de um vinho desta região. Tem feito um percurso apoiado numa actualização tecnológica permanente, permitindo a evolução da qualidade dos seus vinhos. Reconhecida recentemente como produtor do Melhor Moscatel do Mundo (Muscats du Monde 2011).

Xavier Santana

Xavier Santana

Criada em 1926, por Xavier Santana, a empresa hoje é administrada pelos seus sucessores, produzindo de vinhos de referência nacional e internacional, tais como Casta Rica, Terras da Vinha, Terras da Fonte e Xavier Santana, esta última de vinhos Moscatel de Setúbal.